domingo, 25 de maio de 2014

O povo é sereno... o povo é sereno...

As noites eleitorais são terreno fértil para as alterações de percepção.

O MPT não é um partido pequeno, mas um de "pequena dimensão"; o Bloco tem um resultado bem sucedido porque só perde dois deputados"; no PCP alguém; irá ler o discurso de vitória que sempre se lê, alterando a data, espera-se; no PS lançam-se foguetes, sem lidar de frente com uma votação aquém do se desejaria, sem evitar uma dispersão à esquerda; pela direita, o resultado é visto em função do padrão de resultados de 2004, desafiando a lógica e os limites da imaginação... priceless.

Até agora, as eleições assemelham-se àqueles jogos de futebol entre antigas glórias com barrigas proeminentes. Nunca ninguém perde.

"Com mãos tudo se faz...

... e se desfaz!"


terça-feira, 6 de maio de 2014

Brincar ilumina...


O que se aprendeu, hoje, com a Mariana... - L

Que ser uma "super-heroína" não é coisa para qualquer um.

Que requer um conjunto grande qualidades únicas que não estão ao alcance do comum dos mortais, só daqueles cujo propósito de vida é "ajudar as outras pessoas".

Que uma super heroína é "forte, rápida, equilibrante e saltitrante".

Que tudo isto é relativo quando a prima pede emprestado o fato de super heroína quando a Princesa o está a usar...

segunda-feira, 5 de maio de 2014

A propósito da "saída limpa"... - II

Lá em casa temos saídas limpas todas as semanas. À Quinta-Feira, normalmente, ao final da tarde.

Pelo jantar de Sexta, quando chegam os habituais comensais, um singelo dia depois da visita da nossa prestimosa empregada, já nos estamos a desfazer em apelos para que ninguém preste um olhar mais atento e inquisitório ao estado do nosso lar.

A nossa Paula ensina-nos um bom caminho que nós, com uma sacramental persistência, insistimos em não seguir. A culpa é, fatalmente, nossa. Até à próxima saída limpa.

Fosse a Paula parte do Trio Odemira (troika está muito batido...)...

domingo, 4 de maio de 2014